Orar sem propósito é orar mal.

O que tem acontecido entre nós, por muitas vezes, são orações completamente sem propósito, ou apenas para seguir a onda. A Síria já está nessa situação de guerra há bastante tempo. O país já está quase totalmente destruído, e só agora que algumas fotos começaram a rolar, boa parte dos cristãos está compartilhando, e "virou moda" falar sobre isso no contexto das redes sociais. Talvez essa seja a prova viva de que alguns cristãos ainda são movidos por modas e trejeitos das redes sociais e da mídia, e não estão antenados e conhecidos sobre a situação do mundo e até da Palavra de Deus. O máximo disso é o caso das postagens relacionando esse acontecimento à profecias bíblicas já cumpridas, e a uma escatologia que é mais regulada pela imprensa do que pela Bíblia. O que mostra uma frieza total. Usando uma situação como essa, querendo uma oportunidade para sensacionalizar as pessoas e também a própria Palavra de Deus, e ser promovido por isso.

Nós cristãos precisamos ter sabedoria ao orar e clamar por nações. Precisamos primeiro nos conformar à sabedoria de Deus, de que Ele é Senhor sobre todas as coisas e governa tudo. Ao mesmo tempo, devemos nos arrepender pelo pecado. É o pecado no coração do homem que causa os males. Isso deve estar na nossa mente. O que está acontecendo na Síria é produto da maldade humana. Aliás, a Bíblia diz exatamente de onde vêm as guerras: "Donde vêm as guerras e contendas entre vós? Porventura não vêm disto, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?" (Tg 4.1).

Diante disso, nos resta olhar para essa situação; e não só a situação de lá, mas a de todo o mundo. Temos tão perto de nós a Venezuela, que passa horrendos males como fome, violência e miséria, debaixo de um governo ditador e opressor. Precisamos ficar mais atentos ao nosso redor e sermos menos controlados pelas ideias e modas erradas. Nos resta olhar para essa situação com amor, graça e uma paixão consumidora pelas vidas para a glória de Deus. Nos resta é pedir para que Deus abra as portas para a Sua igreja naquele lugar e que haja salvação. Devemos pedir para que a miséria, a violência, a guerra acabe. Devemos orar por aquelas crianças com lágrimas nos olhos. Devemos chorar e clamar de joelhos pelas mortes. Mas, apesar de tudo, devemos orar para que eles recebam Cristo, porque estando em Cristo, todas essas coisas são pequenas diante do peso de glória. É por salvação que precisamos orar principalmente. Jesus Cristo mostrou como o mais importante a se pensar é a eternidade, não essa vida aqui: "E, não temais os que matam o corpo, mas não têm poder para matar a alma. Temei antes, aquele que pode destruir no inferno tanto a alma como o corpo." (Mt 10.28). É no ser humano integralmente salvo que devemos focar nossas atenções. Paulo endossa isso em suas suas cartas, mostrando todos os sofrimentos que passou, mas que isso tudo era considerado como nada, pelo fato de ter Cristo, ou como ele diz: "Se esperarmos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." (1Co 15.19).

Que possamos orar principalmente para que eles conheçam esse Cristo. O Cristo que conhecemos. E toda guerra, fome, miséria, dor, sofrimento e tribulação será para eles como momentâneo, porque em seus olhos, nos olhos daquelas crianças, nos olhos daquelas pessoas estarão gravadas a eternidade e a glória de Deus.

Quando a glória de Deus nos move, nossa paixão é querer que ela mova todas as pessoas que vemos. Porque foi para isso que o homem foi criado: glorificar a Deus.

João Marcos Jardim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância da perspectiva

CARACTERÍSTICAS DE UMA IGREJA MISSIONÁRIA

Ataques a igrejas durante missa de Natal causam mortes na Nigéria